Tese mostra como usuários veem avanços tecnológicos

10 abr 2015

Até que ponto os usuários do Metrô-DF percebem os avanços tecnológicos do sistema no seu dia a dia? Para responder essa pergunta, o professor de Administração e Logística da UnB, Evaldo Cezar Cavalcante Rodrigues, finalizou uma tese de doutorado que ouviu 500 usuários do metrô. A conclusão foi que, de uma maneira geral, o usuário tem melhor percepção das inovações quando estas melhoram o seu conforto.

A tese de doutorado, intitulada Metodologia para Investigação da Percepção das inovações da usabilidade do sistema metroviário, foi apresentada para funcionários da Companhia nesta sexta-feira, 10, na sala de treinamento do Complexo Administrativo Operacional (CAO), localizado em Águas Claras. O professor agradeceu a participação de empregados da empresa que, no início do trabalho, auxiliaram na identificação de aspectos que deveriam fazer parte da pesquisa.

Foram avaliados cinco pontos de inovação – operação, acessibilidade e conforto, gestão de espaço, valor social, segurança e confiabilidade. Todas receberam percentuais de aceitação dentro de um universo global de 100%. “Precisa melhorar, mas nenhum índice indica insatisfação”, afirmou Evaldo Cezar.

Os indicativos mostram, por exemplo, que algumas inovações tecnológicas precisam ser informadas aos usuários para que sejam percebidas. É o caso dos trabalhos de socaria e esmerrilhamento realizado há dois anos que, em última análise, diminuiu o balanço do trem e o tempo de viagem. A percepção foi relativamente pouca diante do benefício à operação.

Clique aqui para ler a tese completa do professor Evaldo Cezar Cavalcante Rodrigues.

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>