Metrô-DF lança primeira estação com captação de energia solar da América Latina

Metrô-DF lança primeira estação com captação de energia solar da América Latina
20 out 2017

Miniusina com placas fotovoltaicas começa a operar nesta sexta (20).  Companhia economizará R$ 50 mil por mês na conta de energia

Texto: Fabíola Góis/Ascom/Metrô-DF
Fotos: Paulo Barros/Ascom/Metrô-DF

(Brasília, 20/10/2017) – O Governo de Brasília e a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF) lançaram, nesta sexta-feira (20), às 9h, a Estação Solar Guariroba (Ceilândia), um projeto piloto de minigeração de energia limpa, proveniente de recursos naturais renováveis. É a primeira estação de metrô na América Latina totalmente sustentável, com placas fotovoltaicas – que convertem a luz solar em energia elétrica. Outras estações de metrô no mundo que já têm placas fotovoltaicas são Milão, Nova Iorque e Nova Deli.

O Sistema de Energia Solar Fotovoltaica (SESFV) em Guariroba, com 578 painéis, será capaz de gerar 288 mil kWh (quilowatts-hora) por ano, equivalente a 100% do consumo da Estação Guariroba. A área de captação da energia solar é de 1.087,56 m², na QNN 14, Setor N – Ceilândia/DF. O sistema está conectado à rede da distribuidora local, e o excedente da energia solar beneficiará todo o sistema metroviário de Brasília.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, acionou o sistema de captação de energia solar na manhã desta sexta-feira. “Esse sistema vai significar economia de R$ 50 mil a R$ 60 mil por mês para o Metrô, e o nosso objetivo é ampliar isso para outras estações”, disse. Além da questão financeira, o chefe do Executivo local destacou a questão ecológica, visto que o governo investe em energia renovável.

As placas fotovoltaicas em Guariroba aproveitam a energia gerada pelo sol em complementação aos sistemas tradicionais de geração de energia elétrica, especialmente as usinas hidrelétricas e termelétricas, o que reduzirá, a médio prazo, os custos de energia elétrica.

Além de Guariroba, a primeira fase da estratégia corporativa do Metrô de Brasília possui outras três plantas de energia solar planejadas para instalação até 2019, sendo outras duas estações solares de passageiros (Samambaia Sul e Feira) e uma Usina Solar com capacidade instalada de 3,5 MW no Centro Operacional da Companhia. Somadas, poderão gerar cerca de 5 MW de energia, o que representa em torno de 33% da demanda de energia contratada pela Companhia, atualmente de 15 MW  por mês ao custo de R$ 3,5 milhões.

O presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, explica que, antes da busca pela sustentabilidade ambiental e econômica, a Estação Solar de Guariroba representa uma mudança de paradigmas para o setor metroviário. “Somente as três estações solares (Guariroba, Samambaia Sul e Feira) poderão produzir energia equivalente ao consumo de 10 estações de passageiros. A meta de gerar até 5 MW de energia solar, representando uma economia superior a R$ 1 milhão/mês na conta de energia elétrica, principal insumo para a operação dos metrôs”, afirmou.

O Metrô-DF transporta 170 mil usuários/dia aproximadamente. Na Estação Guariroba, 2.820 usuários embarcam todos os dias. Mas toda a população será beneficiada. “Esta usina será referência para os metrôs de todo mundo, devido à especificidade de se funcionar em um sistema de transmissão de elétrica em média tensão que alimenta a rede do metrô. Será, ainda, o 1º sistema instalado dentro da estratégia do GDF que é desenvolvida pelo GT Brasília Solar, coordenado pela Secretaria do meio Ambiente”, afirmou Marcelo Dourado.

O valor do contrato com a empresa vencedora da licitação, em que concorreram 38 empresas, é de R$ 873.871,00. As placas fotovoltaicas possuem garantia de eficiência de 25 anos. Os recursos financeiros para a estação Guariroba fazem parte do projeto de modernização de energia da empresa, com contrato de financiamento entre o Governo de Brasília e o Banco do Brasil.

O Metrô-DF elabora uma parceria com a Fábrica Social e a Escola Técnica de Ceilândia para que estudantes de várias universidades do DF e de outras unidades da federação possam acompanhar e estudar o funcionamento dessa estação. Além disso, os resultados sociais e ambientais do projeto serão sintetizados e veiculados no sistema de vídeos online instalados nas plataformas das estações do Metrô, na página da Companhia na internet e nas redes sociais.

Prêmio
Pelo projeto da Estação Solar de Guariroba, o Metrô-DF foi agraciado com o prêmio Golden Chariot Internacional Transport Award, na categoria Companhia Nacional de Transporte do Ano, durante evento “Metas de Desenvolvimento Sustentável – Transporte e Paz”, nos dias 12 e 13 de abril deste ano, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra (Suíça). Trata-se de reconhecimento pela iniciativa em colocar em operação a primeira estação de metrô totalmente sustentável da América Latina e a quarta no mundo. A Conferência foi realizada sob a coordenação da Associação Internacional de Fundações de Paz e do Comitê Organizador do Prêmio “Golden Chariot” e contou com a participação de chefes de Estado e representantes de 30 países.

 


Confira a galeria de fotos e vídeos
Metrô-DF lança primeira estação com captação de energia solar da América Latina

 

 

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>