Pesquisa indica que maioria dos usuários está satisfeita com o Metrô-DF

Pesquisa indica que maioria dos usuários está satisfeita com o Metrô-DF
19 jun 2017

Índice de satisfação é de 85%. Atendimento de primeiros socorros e baixo número de furtos e roubos são destaques como pontos positivos

Texto: Fabíola Góis (Ascom/Metrô-DF)
Foto: Agência Brasília

(Brasília, 19/06/17) – Pesquisa encomendada pela Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF) indica que o índice de satisfação dos usuários com o serviço chega a 85%. Desses, 38,6% dão nota 8 aos serviços prestados pelo Metrô. Os quesitos infraestrutura de serviços nos trens e o serviço de transporte em geral foram os que receberam melhor avaliação positiva de quem usa o transporte. A apresentação pessoal dos empregados também é bem avaliada, tendo um nível de 95,2% de aprovação dos usuários. A estação melhor avaliada é a 112 Sul.

O atendimento aos usuários é destacado na pesquisa. O Metrô é o único transporte público que realiza atendimento de Primeiros Socorros e esta iniciativa também tem ótima aceitação dos usuários. Outro dado importante é que a segurança no Metrô aumentou. Foi constatado que 95,4% dos usuários não presenciaram ou foram roubados ou furtados no sistema.

As iniciativas que tem grande índice de satisfação dos usuários são: carro exclusivo para mulheres e deficientes em período integral – 93,8% dos usuários concordam, aumento de 3,2% em relação a 2015, ano da implantação do novo horário; criação WhatsApp e Telegram como canais de comunicação com a Companhia/atendimento ao usuário – 83% gostaram da iniciativa, aumento de 8,1% em relação a 2015. A instalação dos painéis de destino dos trens também recebeu aprovação.

A empresa atribuiu a satisfação dos usuários aos benefícios que têm sido proporcionados nesta gestão. O contrato de manutenção em vigor, mesmo com uma redução de 50% do valor em relação ao contrato que vigorava em 2015, é um dos pontos positivos por ter reduzido o número de falhas no sistema metroviário.

Críticas
Os usuários também fizeram críticas. Cerca de 60% dos usuários gostariam da ampliação do horário de funcionamento do Metrô aos domingos e feriados, 34,9% pedem a construção e finalização das estações nas Asas Norte e Sul e 26,5% pedem a expansão para outras cidades satélites. Reclamaram, também, do crescente número de ambulantes e pedintes no sistema.

Foram entrevistadas 2.926 pessoas, escolhidas aleatoriamente entre os usuários das 24 estações. A maior parte dos entrevistados (60,3%) tem entre 21 a 40 anos. A maioria está empregada (63%), cerca de 40% tem ensino médio completo, e mais da metade dos entrevistados possuem renda familiar entre R$ 1.576 a R$ 4.728.

Uutilizam o Metrô-DF diariamente, indo ou vindo de sua residência, como meio de locomoção até o trabalho, 57,20% dos passageiros. Mas 15% utilizam o transporte para lazer. Como a integração do Metrô com os ônibus não está totalmente consolidada em todas as regiões, e ainda não há o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), aproximadamente 60% dos usuários se dirigem até as estações a pé. Só 27% utilizam ônibus ou microônibus, 12% vão de carro e apenas 1,4% chegam de bicicleta.

“A atual gestão está empenhada em transformar o Metrô em uma empresa superavitária. Estamos reduzindo gastos, realizando um planejamento estratégico e definindo de que forma poderemos ampliar os serviços. A pesquisa indica que podemos melhorar ainda mais”, destaca o diretor-presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado.

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>