Estação da Cidadania recebe evento em comemoração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans

Estação da Cidadania recebe evento em comemoração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans
25 jan 2017

O CulturaTRANS, na 112 Sul, será realizado nesta quinta (26), a partir das 15h. Diversas ações até o próximo dia 31 vão marcar a data

(Brasília, 25/01/2016) - A Estação da Cidadania (112 Sul), recebe, nesta quinta-feira (26), o evento CulturaTRANS, uma das ações que estão celebrando o Dia Nacional da Visibilidade Trans, comemorado no dia 29 de janeiro e que representa um marco da luta por direitos, cidadania, pelo respeito à identidade de gênero das pessoas trans e à luta contra a transfobia.

Para marcar a data, a Coordenação de Diversidade e o CREAS Diversidade, ambos da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), organizaram uma semana de eventos de interesse público abertos à participação de ativistas da área e ao público em geral. Este ano, o evento conta com o apoio do Metrô-DF, por meio do Programa Metrô Solidário.

A ideia surgiu em 2004, quando um grupo de ativistas trans participou, no Congresso Nacional, do lançamento da primeira campanha contra a transfobia, promovida pelo Departamento DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, com o objetivo de ressaltar a importância da diversidade e respeito para o Movimento Trans, representado por travestis e transexuais.

No Distrito Federal a coordenação responsável por desenvolver políticas públicas para o coletivo é a Coordenação da Diversidade LGBT e o atendimento de ponta é o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) da Diversidade, ambos da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

A Coordenação de Diversidade LGBT – CODIV, localizada no 8° andar do anexo do Palácio do Buriti, é composta por quatro servidor@s, sendo a responsável por desenvolver políticas, articular, acompanhar e dialogar com governos e sociedade civil organizada, elaborar projetos e acompanhar os processos que estão tramitando em prol da comunidade LGBT.

Já o Creas, localizado na 614 Sul, acompanhou no ano de 2016, 1.579 pessoas, sendo que 637 são transexuais, 166 travestis, 273 hetéros/outros, 248 gays, 150 lésbicas, 24 transgêneros e 13 bissexuais. O local realiza atividades lúdicas, educativas e sociais com os usuários e dispõe de acompanhamento psicossocial para os que estão acompanhados e familiares deles.

O lugar também promove a articulação com ativistas e grupos em defesa das causas LGBT. No ano passado a equipe composta por nove profissionais participou de 36 reuniões sempre com a pauta voltada para as melhorias neste universo. Ana Carolina Silvério, gerente da unidade, afirma que algumas das questões abordadas nestas reuniões foram temas da Conferência Distrital LGBT de 2016 e que, assim como no ano passado, os encontros de 2017 surtirão resultados positivos.

Outra ação de destaque e de grande importância foi, que desde o começo da gestão (2014), 14 órgãos públicos aderiram a política do nome social. No dia 28 de dezembro foi decretado no Diário Oficial do DF a última adesão do ano à medida: Ibram – Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal. Hoje, são 18 entidades públicas que permitem o uso dos servidores do nome social.

A coordenadora substituta da Coordenação LGBT do DF, Paula Benett, acredita que os avanços estão acontecendo graças ao comprometimento do governo com as ações em prol das pessoas trans. “Estamos trabalhando também para desmistificar os preconceitos. Por isso, capacitamos mais de mil servidores desde 2014. As capacitações ensinam, por exemplo, como atender uma pessoa trans”.

SEMANA DA VISIBILIDADE TRANS – 2017

25 janeiro – Quarta
Abertura da Semana da Visibilidade Trans
Evento cine-debate webdocumentário POPTRANS/Lançamento da série de cards Sobre Viver Trans da campanha da ONU Livres & Iguais.
Local: SESC 504 Sul
Horário: 18h30
Organização: Ministério da Saúde em parceria com a ONU

26 de janeiro – Quinta
Evento CulturaTRANS
Local: Estação da Cidadania (112 Sul)
Horário: 15h às 17h
Organização: Instituto Amizade (Baby Brasil), Conselho da Pessoa com Deficiência, Subsecretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, Metrô Solidário, AnillÁ, CODIV/SUBDH/SEDESTMIDH.

27 de janeiro – Sexta
Dia da Visibilidade Trans (Microfone Aberto TRANSpoder e Oficina Trans Graffitti)
Local: CREAS da Diversidade (614/615 Sul)
Horário: 14h30 às 18h
Organização: CREAS da Diversidade/Mães pela Diversidade/IBRAT/DIV-UnB/ANAVTRANS/Corpolítica/Afrobixas/GT Ambulatório TRANS

28 de janeiro – Sábado
Debate: Encontro Aberto sobre Transmasculinidades
Local: Museu da República
Horário: 14h30
Organização: IBRAT

29 de janeiro – Domingo
Ato contra a Transfobia
Local: Torre de TV (Eixo Monumental)
Horário: 10h às 12h
Organização: CODIV/SUBDH/SEDESTMIDH, Sociedade Civil, Organismos Internacionais, Governo de Brasília e Governo Federal

30 de janeiro – Segunda-feira
Solenidade em Homenagem às Pessoas Trans
Local: Salão Nobre, Palácio do Buriti
Horário: 15h às 17h
Organização: CODIV/SUBDH/SEDESTMIDH

31 de janeiro – Terça-feira
Criação do Jardim Marina Garlen
“Ato em memória das pessoas TRANS que lutaram pela causa ou perderam a vida para a TRANSfobia”
Local: Parque da Cidade (Estacionamento 11)
Horário: 10h às 12h
Organização: CODIV/SUBDH/SEDESTMIDH

Universidade de Brasília
“Semana de Visibilidade TRANS”
• Exposição da bandeira Trans no prédio da Reitoria, com iluminação em tons rosa e azul.
• Entrevistas e matérias publicitárias na UnB/TV.
• Exposição de fotos de estudantes trans da UnB: na Reitoria e ICC Sul.
Data: de 25 a 31 de janeiro.
Local: Reitoria e ICC Sul
Organização: UnB

 

 

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>