Doar: mesmo sem saber para quem

Doar: mesmo sem saber para quem
21 out 2016

Rapaz de 19 anos corta os seus longos cabelos para ajudar na Campanha do Corte e Compartilhe. Ação continua até o dia 31/10

Texto: Marcelo Abreu/Ascom/Metrô-DF
Foto: Paulo Barros/Ascom/Metrô-DF

(Brasília, 21/10/2016) - O pai dele não gostava. Não gostava tanto, que um dia parou de falar para ele cortar. Deu-se por vencido. A mãe não dizia nada. Acostumou-se. A namorada? Ah, a namorada. Ela amava. Fazia-lhe os coques. Ajudava-o no rabo-de-cavalo. Fazia-lhe cafunés. Era um mimo danado. E o cabelo só crescia. Chegou abaixo dos ombros, para o desespero do pai, silêncio da mãe e delírio da namorada. Ah, a namorada. Esperto, o garoto.

Mas um dia, um amigo lhe contou sobre uma campanha em que pessoas doavam os seus cabelos para pessoas que enfrentavam o câncer. As mechas seriam transformadas em perucas para mulheres. Ele pensou seriamente no assunto.

Gabriel, antes de doar as mechas de cabelo: “Pensei na dor que essas mulheres passam com a doença. Depois, no estigma que enfrentam da sociedade pela aparência. Muitas não têm dinheiro para comprar uma peruca. E custa caro.”

Gabriel, antes de doar as mechas de cabelo: “Pensei na dor que essas mulheres passam com a doença. Depois, no estigma que enfrentam da sociedade pela aparência. Muitas não têm dinheiro para comprar uma peruca. E custa caro.”

Dias depois, foi cortar o cabelo. E só tinha uma certeza. O seu cabelo, abaixo dos ombros, seria doado para essa causa. E não hesitou. Passou a máquina 4. Juntou tudo que sobrou, há três meses. Guardou com muito cuidado. E nesta sexta-feira (21), ele veio à sede do Metrô-DF, para doar os 20cm de cabelo que cortou em julho. Gabriel Oliveira Taumaturgo, de 19 anos, estudante de ciência da computação da UnB, amante do rock e do metal, decidiu fazer, até aqui, a melhor doação de sua vida.

A doação irá para a Campanha Corte e Compartilhe, ação  solidária do Metrô-DF, que tem como parceira com o Instituto Hélio – Centro de Formação Profissional, na Estação Central, e a Escola de Estética Coobel, na Estação Praça do Relógio. Nas duas estações, profissionais das duas escolas cortarão cabelos de quem estiver disposto a ajudar com, pelo menos, 10cm de mecha.

Agora de cabelos curtos, Gabriel sabe bem o sentido dessa ajuda. “Pensei na dor que essas mulheres passam com a doença. Depois, no estigma que enfrentam da sociedade pela aparência. Muitas não têm dinheiro para comprar uma peruca. E custa caro”, refletiu.

Depois, concluiu: “A melhor doação é quando você, mesmo sem saber quem vai receber o que você está doando, decide ajudar. Isso não tem preço. É a melhor ajuda”. Gabriel entendeu, bem cedo, o sentido da vida. Isso dá sentido a tudo.

Ainda há tempo  para doar:
Corte e Compartilhe
Datas: 24, 26 e 31/10 (Estação Central, profissionais  do Instituto Hélio)
Horário: Das 9h às 17h

26/10 (Praça do Relógio, profissionais da Escola de Estética Coobel)
Horário: 10h30 às 12h30 e 13h às 16h30

Mais informações:
Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF)
Assessoria de Comunicação:
Telefones: (61) 3353-7077 // 9285-7346

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>