No aniversário de Brasília, MPB, soul, reggae, sax e capoeira

No aniversário de Brasília, MPB, soul, reggae, sax e capoeira
19 abr 2016

Shows de várias bandas e apresentação de grupo de capoeira darão o tom da programação do aniversário de Brasília, nesta quinta (21), na Estação Central

Texto: Marcelo Abreu/Ascom/Metrô-DF
Fotos: Paulo Barros/Ascom/Metrô-DF

(Brasília, 19/04/2016) - Quem passar nesta quinta (21/04) pela Estação Central do Metrô-DF, na Rodoviária do Plano Piloto, vai esbarrar com várias atrações culturais. Música instrumental, MPB, reggae e capoeira. Das 9h às 11h15, será a apresentação do show de Phillip Sales, conhecido como “One Man Band” (Um Homem Banda), o artista  dedica seu repertório aos ouvidos mais sensíveis e exigentes, com músicas clássicas do anos 1950,  1960, 1070, 1980, 1990 e atuais, como U2, Coldplay, The Beatles, Elvis, Engenheiros do Hawaii, Jota Quest,  entre outros.

Das 11h30 às 13h45, será a vez do saxofonista Luís Fabrício (foto acima). Aos 75 anos, o piauiense de nascimento, morou em Curitiba, mas, em 1960,  seis meses depois da inauguração, chegou a Brasília. Aqui foi professor. Mas o sax, que aprendeu a tocar sozinho, sempre foi o seu grande companheiro. Luís toca o melhor da MPB e também música estrangeira, principalmente temas de grandes filmes.

À tarde, quem estiver por lá das 14h às 16h, vai esbarrar com  Hudson Bonfim, na voz e baixo, e Tiago Moriá, na voz e violão,  interpretando canções autorais e clássicos. A dupla ocupa espaços públicos e leva arte as calçadas, esquinas, praças, marquises, estações de ônibus e metrô (gostamos da acústica das estações).

“A arte vai atrás do povo, o povo ao encontro com a arte, aonde ela vai, nós vamos atrás, assumindo a rua como palco, manifestando o amor artístico. Bastante divulgado em outros países, como argentina, a arte de rua é algo indispensável tanto para arte como para artista.  A rua tem vida e movimento, e é na estação do metrô que pretendemos levar o que de melhor sabemos fazer”, diz Hudson.

EV8A2179a
E as apresentações não param. Das 16h às 17h, será a vez do Centro Cultural de Capoeira Raízes do Brasil (foto acima) mostrar o melhor da sua arte. Associação sem fins lucrativos, que reúne atualmente cerca de dez mil praticantes, dentro e fora do país, tem sede em Brasília, na 703 Norte.

Mestre Ralil iniciou seus trabalhos em 1980, hoje o Grupo está presente em diversos estados: Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e São Paulo. E atua também no exterior, desde 1991, com representações no Canadá, Espanha, Itália, Noruega, Suíça, Venezuela e Estados Unidos.
“O respeito à família, a diversidade e a busca pela justiça social são valores dos quais o Raízes do Brasil tem pautado a sua atuação, uma prática que, como poucas no mundo, harmoniza luta com o canto, dança e disciplina com criatividade”, explica. Mestre Ralil.

Para encerrar o dia cultural e as comemorações do aniversário dos 56 anos de Brasília, o grupo DuoRoots Reggae vai sacudir a Estação Central. Banda formada em Ceilândia, eles cantam reggae, rock e roots e fazem um trabalho com autorias próprias.


Se ligue na programação:

9h às 11h15 Phillip Sales Cantor
11h30 às 13h45 Luís Fabrício Saxofonista
14h às 16h Hudson Bonfim Cantor
16h às 17h Raízes do Brasil (Mestre Zezinho) Grupo de Capoeira
17h às 19h DuoRoots Banda de Reggae/rock/roots

Mais informações:
Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF)
E-mail: imprensa.metrodf@gmail.com
Telefone: (61) 3353-7077/9285-7346

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>