Audiência Pública esclarece dúvidas sobre Expansão da Linha 1

Audiência Pública esclarece dúvidas sobre Expansão da Linha 1
18 dez 2015

Evento ocorreu nesta sexta-feira, dia 18, no auditório do Metrô-DF

Texto: Sandra Costa/Ascom/Metrô-DF
Foto: Paulo Barros/Ascom/Metrô-DF

O Metrô-DF realizou, nesta sexta-feira (18), audiência pública para prestar esclarecimentos, colher sugestões e contribuições a partir da apresentação do Relatório de Impacto Ambiental Complementar (Riac), da expansão da Linha 1 do Metrô-DF. O evento, presidido pelo assessor especial da superintendência de licenciamento ambiental e do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Irving Martins Silveira, contou com a presença de técnicos do Metrô-DF, Alexandre Henrique Silva e Alessandro Nogueira Aleixo, do subsecretário da Secretaria de Gestão do Território e Habitação (Segeth), Francisco José Antunes Ferreira, e de Eduardo Ribeiro Flizola, da empresa Greentec, contratada pelo Metrô-DF para a confecção do Relatório.

No relatório foram mostrados os impactos negativos e positivos da expansão da linha, que permitirá um aumento de mais de 30 mil usuários/dia no sistema e desafogará um pouco o trânsito entre as cidades impactadas pelo sistema metroviário – Samambaia, Ceilândia, Taguatinga, Guará e Plano Piloto. A maioria dos aspectos negativos serão encontrados durante as obras, como as interferências em vias para carros e pedestres. “No entanto, aspectos positivos virão após a implantação, como a requalificação e dinamização da paisagem, a valorização imobiliária, melhoria nas condições de transporte e mobilidade urbana, aumento das receitas tarifárias com a demanda extra, aumento da arrecadação com novos espaços de comercialização, geração de emprego e renda, além da redução dos tempos de viagens, da poluição e acidentes de trabalho”, explicou Eduardo Flizola.

EXPANSÃO – A expansão da Linha 1 do Metrô-DF contempla a construção de 7,5 de vias e 5 novas estações, sendo duas em Samambaia, duas em Ceilândia e uma na Asa Norte, além da modernização dos sistemas de energia, comunicação, sinalização e controle. Com a expansão, o metrô chegará até a BR 070, em Ceilândia, na altura da EQN 13/15; na QR 117 em Samambaia e na Galeria do Trabalhador, no começo da Asa Norte.

Após o início das obras, o prazo para a finalização será de 24 meses. Depois isto, serão seis meses de testes na via. Para garantir a operação com o provável aumento de demanda, está prevista a compra de mais dez trens.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>