Estação da Cidadania

Estação da Cidadania
03 dez 2015

Primeiro posto de atendimento à pessoa com deficiência é inaugurado na Estação 112 Sul

Texto: Sandra Costa/Ascom/Metrô-DF
Foto: Paulo Barros/Ascom/Metrô-DF

(Brasília, 03/12/2015) – Rompe-se a fita verde e amarela. E a cidade que deu exemplo ao resto do país com o respeito à faixa de pedestre marca mais um gol de placa. Foi inaugurado, nesta quinta-feira (3), Dia Internacional do portador de Deficiência, o primeiro posto da agência do trabalhador do país, para atender, exclusivamente, pessoas com deficiência física ou mental.

O posto fica na Estação 112 Sul do Metrô-DF, na passarela entre os eixos L e W, e atenderá em horário comercial, de segunda a sexta-feira.

A primeira dama do DF, Márcia Rollemberg, e outras autoridades ligadas à luta pelos direitos da pessoa com deficiência foram encarregados de quebrar a barreira (da fita verde e amarela). Só com o anúncio, várias pessoas já procuraram o posto para receber atendimento. O objetivo é, além de ampliar o número de postos de trabalho, encaminhar o deficiente (se for o caso) para cursos de qualificação profissional.

“Foi mais um sonho realizado. Este posto servirá de referência aos demais 17 espalhados por Brasília e para as agências do trabalhador do resto do país”, afirmou o subsecretário de atendimento ao trabalhador e empregador, Antonio Vieira. Opinião, aliás, compartilhada pela representante do Ministério do Trabalho, Fátima Valente: Aqui nasce mais uma semente que será referência para agências do trabalhador de todo país.

Sonho e realidade

O posto da 112 Sul nasceu do sonho de um homem que se recusou a não fazer nada depois de um acidente de trabalho, que lhe tirou o movimento das pernas, há 31 anos. O gaúcho Paulo Beck, coordenador de Políticas para deficientes da Secretaria de Trabalho, conta que o posto nasceu de uma conversa em junho com a presença da primeira-dama, Márcia Rollemberg. “Hoje, seis meses depois, inauguramos o posto e reafirmamos a necessidade de dialogar com a sociedade sobre os direitos das pessoas que tem algum tipo de deficiência”, garante.

Casado, 51 anos, Beck mora em Brasília há 35 anos. Na cidade, casou e iniciou a luta pelas pessoas com deficiência. Na Constituinte que escreveu a Carta de 1988, Beck foi um dos responsáveis pela legislação que garantiu o direito dos deficientes, considerada uma das mais completas do mundo. “O problema é que algumas pessoas não tiram as leis do papel. Esta é a nossa luta e, aos poucos, estamos melhorando a vida de todos que dependem destas leis para a própria dignidade”, afirmou.

Desafio

Durante a solenidade, Márcia Rollemberg afirmou que a inauguração do posto garante um atendimento mais bem qualificado para as pessoas com deficiência. “É importante que toda a população tenha acesso ao conhecimento, ao emprego, ao empreendendorismo”, discursou. E lançou um desafio ao presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, de criar um espaço de acesso à cultura para a pessoa com deficiência.

Mais informações:
Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF)
E-mail: imprensa.metrodf@gmail.com
Telefone: (61) 3353-7077/9285-7346

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>