NOTÍCIAS


Retratos do Metrô: conheça a história de Arnaldo Ferreira da Costa

21

jan 2016

Retratos do Metrô: conheça a história de Arnaldo Ferreira da Costa

Na frente do crachá, está escrito: engenheiro. Atrás, o número: 044-2. Hoje, é a matrícula mais antiga da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal(Metrô-DF). Aprovado em concurso, o engenheiro Arnaldo Ferreira da Costa começou a trabalhar na empresa em março de 1997. “Ainda era Coordenadoria Especial do Metrô. Em junho, virou Companhia”, ele conta. A história de Arnaldo você pode conferir no link Retratos do Metrô. Ele é uma das pessoas que fazem o Metrô-DF ser o que é.


A emoção da primeira vez

14

jan 2016

A emoção da primeira vez

Kelvin Bruno será o primeiro artista a se apresentar na Estação Central (Rodoviária do Plano Piloto), neste ano, na volta do programa Estação Metrô Cultura. A apresentação será nesta sexta-feira (15), das 17h às 18h. No repertório, ele passeia pelo Rock e Pop (nacional e internacional), flerta bem com a MPB, o Surf Music e Rock Alternativo.


Retratos do Metrô: conheça a história de Ester da Costa Soares

14

jan 2016

Retratos do Metrô: conheça a história de Ester da Costa Soares

Ela nasceu em Taguatinga, no antigo Hospital São Vicente de Paula (hoje Hpap), há 48 anos. Filha de um pedreiro piauiense que aqui chegou antes mesmo da inauguração, Ester da Costa Soares sempre soube que a vida não lhe seria fácil. “Meu pai veio ajudar na construção da nova capital. Tudo sempre foi muito difícil pra gente”, ela diz. Logo cedo, começou a trabalhar. Deixou a escola na 5ª série. Era preciso ajudar no sustento da família. Foi faxineira, empregada doméstica e caixa de padaria. Em 1997, conseguiu ser contratada parao cargo de serviços gerais numa empresa terceirizada da então Companhia Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). Ficou ali até o contrato vencer. A história de Ester você pode conferir no link Retratos do Metrô. Ela é uma das pessoas que fazem o Metrô-DF ser o que é.


Duas toneladas de solidariedade

12

jan 2016

Duas toneladas de solidariedade

Campanha Amigo Secreto Solidário, lançada no Natal pelo Metrô-DF, teve como principal objetivo arrecadar brinquedos, alimentos não perecíveis e outros presentes (roupas e sapatos) para os que mais necessitam e fará a alegria de 16 entidades em todo o DF.


Retratos do Metrô: conheça a história de Gedson André Petri

06

jan 2016

Retratos do Metrô: conheça a história de Gedson André Petri

A vida dele foi meio nômade. Em razão do trabalho do pai, gaúcho, militar do Exército, de tempos em tempos morou em cidades diferentes. Nasceu em Curitiba, depois foi para Altamira, no Pará; passou um tempo em Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul; seguiu para Marabá, no Pará; depois Boa Vista, em Roraima, e há alguns muitos anos vive em Brasília. Petri, como é conhecido por seus colegas de trabalho, é uma das pessoas que fazem o Metrô-DF ser o que é. A história dele você pode conferir no link Retratos do Metrô.


Exposição retrata o Metrô-DF sob o olhar de seus empregados

04

jan 2016

Exposição retrata o Metrô-DF sob o olhar de seus empregados

A exposição de fotografias “O seu olhar sobre o metrô” está em exibição na Estação Central, a partir desta segunda-feira (4). São 15 imagens que integram a exibição, selecionadas no concurso interno promovido pela empresa por meio do Instagram, em 2015. Uma versão eletrônica da exposição também pode ser acessada por meio do endereço http://www.metro.df.gov.br/filter/somostodosmetro.


Retratos do Metrô: conheça a história de Omides Alves Chianca

23

dez 2015

Retratos do Metrô: conheça a história de Omides Alves Chianca

O pai dele, Otílio Chianca, veio na frente. Era o início da década de 1960. Deixou a distante Jardim do Seridó, sertão do Rio Grande do Norte, para tentar uma vida melhor para a família. Lá, ficaram a mulher, Maria de Lourdes, e os seis filhos. Ele veio para a construção da antiga Companhia Telefônica de Brasília (Cotelb). Prometeu que um dia buscaria toda a família. E um dia o sonho se concretizou. Em 1973, o menino Omides Alves Chianca, então com nove anos, depois de sacolejar por dois dias e duas noites dentro de um velho ônibus, chegou ao Distrito Federal. O primeiro endereço: um barraco no acampamento da Telebrasília. Ali, toda a família se acomodou. E a vida na terra de JK começava a tomar forma, mesmo com todas as dificuldades. Omides é uma das pessoas que fazem o Metrô-DF ser o que é.



Page 26 of 125« First...1020...2425262728...405060...Last »